30.6.17

Resenha: O Ceifador - Neal Shusterman

Resenha: 
Depois de a humanidade ter vencido todas as barreiras sociais e naturais um novo mundo é criado. Um mundo onde as pessoas só morrem quando os Ceifadores desejam, um mundo onde você não precisa temer abismos ou armas de fogo, pois caso você seja morto por um civil, você poderá reviver.
Citra sempre foi uma garota comum, desde sua infância até sua adolescência, até que um dia, o Ceifador aparece em sua porta. E ao mesmo tempo em que todos temem e respeitam os Ceifadores pelas suas missões na Terra, Citra não liga para o que eles fazem ou falam,
pois para ela o importante é se importar e não acabar com as pessoas.
Rowan se considera insignificante a ponto de se comparar com um alface, visto que em uma família grande, raramente o jovem é notado. Todavia, um dia quando ele se depara com um Ceifador, sua vida muda.
Esses dois jovens, depois de terem se deparado com o Ceifador Faraday, iniciam o que pode ser uma jornada cheia de tensão, mistério e aventura. Afinal, depois de tanto tempo sem serem notados, eles finalmente possuem uma ligação com algo e, embora isso não os alegre, ambos embarcam nessa caminhada de nobreza e respeito. Entretanto, quando finalmente Citra e Rowan começam a se entender, o jogo tem uma reviravolta surpreende colocando um contra o outro no que pode ser uma jogada mortal.

Opinião:
Embora pareça ser clichê e ao seu modo monótono, é totalmente ao contrário, pois quando você acha que algo está prestes a acontecer, algo inesperado acontece, mostrando que uma distopia depois de tantas outras terem sido lançadas, pode ser surpreende.
Os personagens são bem construídos e sábios, visto que, em várias partes da história, eles nos ensinam e mostram perspectivas que poderiam se tornar reais ao nosso modo de ver o mundo, mas que geralmente deixamos passar por seguirmos as opiniões alheias.
A ideia de uma distopia onde não existem dores, doenças e mortes chega a ser boa, porém como citado: "sem a ameaça do sofrimento, não temos como sentir a verdadeira alegria". Ou seja, como todo distopia, esse novo mundo possui seus problemas, o que nos mostra que nem se o sofrimento deixasse de existir completamente, seríamos inteiramente felizes.
O livro é cheio de diálogos que nos prendem e de narrações intrigantes, o que torna a leitura rápida e prazerosa. A diagramação também está perfeita, o que nos incita a terminar o livro o mais breve possível.

Frases:
"Ninguém conhece ninguém de verdade, não é mesmo?"
"A sarjeta é o ponto de partida para muitas realizações."
"A humanidade é inocente, a humanidade é culpada; ambas as afirmações são inegavelmente verdadeiras."

Autor: Neal Shusterman.
Páginas: 448.
Editora: Seguinte.
Compre online: SaraivaSubmarino.
 
Essa foi a primeira resenha de um livro com minha mais nova parceira Companhia das Letras e eu realmente espero que todos vocês tenham gostado e que tenham a chance de ler o primeiro livro de uma série que promete ser incrível. Prometo que você encontrarão muito mais surpresas do que clichês!

8 comentários:

  1. Oi Thais, tudo bom?
    A Eduarda lá do blog AMOU o livro, apaixonou completamente por tudo nele. Eu peguei um pé atrás com esse autor por causa da outra série dele, Fragmentados. Não curti a narrativa e o jeito de desenvolver história, então provavelmente não vou ler esse :/
    Gosto bastante quando a história surpreende. Plot twist bem desenvolvido é sempre maravilhoso de ler!
    Adorei sua resenha!

    Beijos,
    Denise Flaibam.
    www.queriaestarlendo.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oe! Tudo, sim e você?
      Sério? Ainda não li essa série, mas com certeza irei. E, por favor, leia! Segundas chances são importantes <3
      Muito obrigada!

      Excluir
  2. Oi Thais, tudo bem? Eu nao li ainda esse livro, mas li outro do autor e gostei bastante! Espero gostar desse também, a colaboradora do blog adorou!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá,

      Esse livro está na minha lista de leituras

      Fico feliz que tenha gostado.

      Bjs
      http://diarioelivros.blogspot.com.br/

      Excluir
    2. Tudo, sim e você?
      Tenho certeza de que você irá gostar!

      Excluir
    3. Então aproveita pra ler!!!
      Ah, eu também, Jéssica <3

      Excluir
  3. Oii Thaís!
    Já me indicaram esse livro uma vez, mas nem tinha dado muita moral, porém lendo uma resenha agora, deu a impressão que vou gostar de leitura se ler.

    Beijinhos!!
    Amanhecer Literário

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tenho certeza que você vai gostar, Leisiane!
      Espero que dê uma chance <3

      Excluir

*Seja educado(a) e respeite a todos.
Deixe sua opinião, ela será sempre bem vinda, assim como você ❥